This is an automatically generated PDF version of the online resource brazil.mom-rsf.org/en/ retrieved on 2019/06/17 at 16:58
Reporters Without Borders (RSF) & Intervozes - all rights reserved, published under Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.
Intervozes LOGO
Reporteres sem fronteiras

Grupo Bandeirantes

Grupo Bandeirantes

O Grupo Bandeirantes é um dos principais grupos de comunicação do Brasil, porém vem sofrendo problemas econômicos e problemas relacionados a herança e sucessão de controle do grupo. O grupo é proprietário de emissoras de TV (a TV aberta Band e a TV por assinatura BandNews, entre outras), redes e emissoras de rádio (Band FM, BandNews FM, Bandeirantes AM, Nativa FM, entre outras), novas mídias e de jornais impressos, sendo o mais importante deles o Metro (joint venture com a sueca Metro Internacional), jornal de distribuição gratuita que tem edições em São Paulo, Campinas, ABC, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Espírito Santo, Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Maringá).

A história do grupo começou quando João Jorge Saad – filho de imigrantes libaneses e vendedor de tecidos – ganhou do sogro, o ex-governador de SP Ademar de Barros, a Rádio Bandeirantes, comprada em 1948 das mãos de Paulo Machado de Carvalho, fundador também da TV Record e do Grupo Jovem Pan. Em 1951, Saad assumiu o controle acionário da rádio e começou sua busca por uma concessão de TV: conseguiu uma concessão em SP no governo de Getúlio Vargas (1950-1954), mas a concessão foi cancelada no governo de Juscelino Kubitschek (1956-1951), e retomada no governo de João Goulart (1961-1964). No entanto, a emissora só foi ao ar em 1967. Como aconteceu com outras emissoras de TV nacionais no Brasil, a transformação da Bandeirantes em uma rede com potencial de atingir todo o território nacional se deu a partir da Ditadura Militar (1964-1985), quando Saad, que já tinha outras duas concessões (BA e MG) obteve a concessão da TV Guanabara (RJ) e o governo militar deu as condições infraestruturais e legais para a formação das redes de TV a partir do sistema de afiliadas.

Saad diversificou o negócio ao longo dos anos: rádio Band FM (1977), Rádio Educadora FM (1978), jornal Primeiramão (1980), rádio Ipanema FM (1983), rádio Band Vale FM (1997), Canal 21 (1998). Foi o segundo presidente da Abert - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, de 1970 a 1972. A entidade havia sido fundada dez anos antes para garantir a aprovação do Código Brasileiro de Telecomunicações, de 1962, de acordo com os interesses dos radiodifusores, e formar um canal institucionalizado de negociação política alternativo à atuação pessoal de Assis Chateaubriand, então dono do maior conglomerado de mídia do Brasil. (Ver perfil Grupo Diários Associados).

João Jorge Saad faleceu em 1999, quando a rede da Band TV possuía 11 emissoras próprias e 68 afiliadas e disputava o segundo lugar na audiência com o SBT. A presidência do grupo foi assumida por seu filho, João Carlos Saad (Johnny Saad), que continuou diversificando os negócios, investindo sobretudo em canais de TV a cabo, como a BandNews TV (2001) e o canal Terraviva (2005), voltado para os interesses do agronegócio, e empresas de mídias digitais e out-of-home.

Se na década de 1960 os principais grupos de radiodifusão se associaram para defender interesses comuns, ao longo dos anos surgiram divergências e disputas. Em 2004, Johnny Saad liderou o rompimento com a Abert e o processo de fundação da ABRA (Associação Brasileira de Radiodifusores), junto com os grupos proprietários das emissoras de TV SBT, Record e RedeTV!. Record e Bandeirantes já haviam se afastado da Abert, respectivamente, em 1999 e 2001. As divergências giravam em torno de dois temas principais, de acordo com o Observatório da Imprensa: a negociação da Abert com os partidos de oposição para a instalação do Conselho de Comunicação Social (que interessava aos movimentos de democratização da comunicação) em troca da aprovação da PEC que permitia a entrada de capital estrangeiro na radiodifusão em regime de urgência (que interessava aos radiodifusores), e a posição da entidade de não entrar na Justiça contra o Regulamento dos Serviços de Multimídia aprovado pela Anatel, em 2001, o que, segundo SBT, Band e Record, favoreceria os interesses econômicos das Organizações Globo no negócio das telecomunicações. Em 2004, em nova discordância, a Abert foi cusada de defender empréstimos do BNDES para saldar dívidas das empresas, e não para financiar novos investimentos, o que novamente beneficiaria a Globo. Em 2015, a Band voltou a se associar à Abert com o objetivo de defender os interesses dos radiodifusores no processo de desligamento do sinal analógico de TV e de migração das emissoras de rádio do AM para o FM.

Nos últimos anos, o grupo vem passando por problemas econômicos, apesar do aumento da audiência de suas emissoras de rádio e do sucesso do jornal Metro. A Band TV atinge apenas o quarto lugar em audiência, atrás da Rede Globo, do SBT e da RecordTV e tem apenas um programa de muito sucesso, o realitty show Master Chef (parceria com a holandesa Endemol). O grupo enfrenta também problemas familiares: a segunda mulher de João Jorge Saad, Andrée Gabrielle de Ridder, que trabalha na empresa, reinvidica 50% do patrimônio do ex-marido. Já os irmãos de Johnny o acusam de pegar a maior fatia do bolo e a presidência do grupo e de tentar passar parte das empresas para outros sócios, que não pertencem à família.

Informações Básicas

Empresa Mãe

Rádio e Televisão Bandeirantes Ltda.

Tipo de Negócio

Privado

Forma Legal

Corporação

Setores de Negócio

Mídia

Propriedade

Proprietário Individual

Veículos de Mídia
Outros Veículos de Mídia

Outros veículos impressos

Jornal Metro, Jornal Primeiramão.

Outras TVs

TV aberta

Rede Bandeirantes (Band)
TV aberta

BandNews TV paga

Outros Rádios

Rede Band FM, Rede Bandeirantes AM, Rede BandNews FM, Nativa FM, Sulamérica Trânsito, MIT FM, Band Vale FM, Stereovale FM, Educadora FM, Ipanema FM, Bradesco Esportes FM, MPB Brasil, Brasil Rádio (Orlando, Flórida, EUA)

Outros Veículos Online

Portal Band (www.band.uol.com.br), em parceria com o Portal UOL, do Grupo Folha; Conteúdo e marketing para plataformas de telefonia móvel e fixa: One Brasil.

Fatos

Negócios na Mídia

Mídia "Out-of-home"

TV Minuto

Conteúdo

Band Imagem

Distribuição

Band Content Distribution

Indústria fonográfica

Band Music

Internet e Telecomunicação

SIM

Negócios

Eventos

Enter

Pagamentos digitais

One Play

Informações Gerais

Ano de Fundação

1948

Fundador

João Jorge Saad - obteve a primeira concessão de rádio do sogro, o então governador paulista Adhemar de Barros (PRP/PSP), em 1948. Investiu também em fazendas e na pecuária leiteira e no mercado imobiliário.

Empregados

Sem Dados

Contato

Sede São Paulo (SP) - Rua Radiantes, 13 Morumbi - São Paulo - São Paulo - CEP: 05614-130 - (11) 3131.1313 - www.band.com.br

CNPJ

CNPJ 60.509.239/0001-13

Informações Financeiras

Receitas (Dado Financeiro/ Opcional)

2016: R$ 500

Lucro Operacional (em US$ M)

Sem Dados

Publicidade (em % de receitas)

Sem Dados

Gestão

Diretoria

João Carlos Saad (presidente), Marcelo Meira (vice-presidente executivo), Diego Guebel (vice-presidente de televisão), Mario Baccei (vice-presente de Rádio), Paulo Saad (vice-presidente de Canais por Assinatura), André Guerra (vice-presidente de rede), Fernando Mitre (diretor nacional de jornalismo), Flavia Bernardo (diretora geral de Administração e Controle), José Carlos Anguita (diretor geral financeiro), Juana Melo Pimentel (diretora jurídica), Nilson Moyses (dirtor comercial).

Diretoria Não Executiva

Sem Dados

Conselho Fiscal

Sem Dados

Outras Informações

Dados Publicamente Disponíveis

dados de propriedade são facilmente acessíveis em outras fontes, como Juntas Comerciais etc

2 ♥

Fontes

http://portfoliodemidia.meioemensagem.com.br/portfolio/midia/BAND+TV+-+CANAL+13/23354/home

meio&mensagem. Band TV - Canal 13. Acesso Outubro 15 2017.

  • Projeto por
    Intervozes Logo
  •  
    Reporteres sem fronteiras
  • Financiado por
    BMZ