This is an automatically generated PDF version of the online resource brazil.mom-rsf.org/en/ retrieved on 2019/07/18 at 21:35
Reporters Without Borders (RSF) & Intervozes - all rights reserved, published under Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.
Intervozes LOGO
Reporteres sem fronteiras

João Carlos Di Genio

João Carlos Di Genio

João Carlos Di Gênio é dono de um dos maiores grupos de educação privada do Brasil, o Grupo Objetivo, com valor calculado em 9 bilhões de reais. Os negócios do grupo cobrem todos os níveis de educação, da educação infantil à pós-graduação, e envolvem também a produção de material didático e softwares, utilizados não apenas na própria rede, mas em outros centros educacionais. Tem também editora, gráfica e agência de publicidade, dominando todas as etapas do negócio em educação. Além disso, Di Gênio é um dos maiores proprietários de imóveis de São Paulo, e os seus centros de ensino alugam os prédios de sua propriedade. Na área de comunicação, Di Gênio é dono do Grupo Mix, formado pela rádio Mix FM, as emissoras de TV aberta Mega TV e RBI TV, a emissora de TV fechada Multishop e o site de variedades Vírgula. É também produtor de gado em cinco fazendas.

Além de montar uma estrutura que concentra todas as etapas do processo educativo, o crescimento do conglomerado de Di Gênio pode ser atribuído também ao seu investimento em propagandas, focadas sobretudo na ideia de que seu curso pré-vestibular daria melhores condições aos alunos de serem aprovados para a universidade, sobretudo as públicas e gratuitas, que são consideradas as melhores e mais concorridas no Brasil. Segundo informações da Folha de S. Paulo, o empresário também sempre manteve relações com políticos importantes. Matéria do jornal do início dos anos 2000 dizia que ele era amigo do deputado federal Ulysses Guimarães (PMDB), falecido em 1992, e padrinho de casamento de duas filhas do deputado Luís Eduardo Magalhães (PFL), falecido em 1998, filho do ex-senador, governador do estado da Bahia e Ministro das Comunicações Antonio Carlos Magalhães (DEM), falecido em 2007. Também dizia que Di Gênio teria interferido em decisões do CNE (Conselho Nacional de Educação) a favor de sua universidade, a UNIP - Universidade Paulista, através de Yugo Okida, sócio de Di Genio, vice-reitor de pós-graduação e pesquisa da Unip e ainda membro da Câmara de Ensino Superior do CNE - Conselho Nacional de Educação. O órgão de assessoramento do Ministério da Educação é deliberativo e tem, entre suas funções, a permissão para funcionamento de cursos superiores, a emissão de parecer sobre os procedimentos e resultados dos processos de avaliação da educação superior e propostas de legislação para o setor. O próprio Di Gênio também participa de conselhos públicos. Atualmente, é membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), que assessora o presidente da República em todas as áreas de atuação do Poder Executivo Federal.

Di Gênio comanda de perto as empresas do grupo. É, inclusive, reitor da UNIP. Diferentemente da maior parte dos grupos listados nesta pesquisa, no entanto, o empresário enfrenta um problema de sucessão. Com três filhos, foi pai pela primeira vez aos 66 anos de idade, e seus filhos ainda são adolescentes. Segundo matéria publicada na revista Exame, empresa do Grupo Abril especialista na área de economia, o fundador do Grupo Objetivo estaria planejando abrir o capital de suas empresas para investidores externos, uma vez que seus filhos não teriam idade para assumir os negócios da família, a sucessão sendo direcionada, então, para seu sobrinho, Fernando Di Genio Barbosa, diretor do grupo, o que não seria a preferência de Di Gênio. Para isso, no entanto, o grupo teria de transformar suas universidades, mantidas por uma associação sem fins de lucros, em empresas privadas com finalidade de lucro. A mudança no regime das universidades permitiria também o registro de patentes de pesquisas realizadas, como a que a UNIP faz com plantas da Amazônia.

Se confirmada a operação, o Grupo Objetivo estaria seguindo os passos de outros grupos familiares de mídia no Brasil, como o Grupo RBS e o Grupo Globo, que mantiveram suas famílias no comando de seus conglomerados, mas abriram capital para investimentos externos.

Empresas de Mídia / Grupos
Veículos de Mídia
Fatos

Negócios

Educação

UNIP - Universidade Paulista

Mercado Imobiliário

Propriedades na cidade de São Paulo

Agronegócio

fazendas e criação de animais

Outras Informações

Dados Publicamente Disponíveis

dados de propriedade são facilmente acessíveis em outras fontes, como Juntas Comerciais etc

2 ♥

Fontes

http://www.objetivo.br/institucional/index.asp

Objetivo. Acessed October 17 2016.

  • Projeto por
    Intervozes Logo
  •  
    Reporteres sem fronteiras
  • Financiado por
    BMZ